Quinta-feira, 8 de Julho de 2010

O Caminho da Mó

 

Dando continuidade à publicação de textos, desta vez pequenos episodios locais, com a colaboração do amigo Nuno. No entanto solicitamos que os enviem episódios, que possam ser aqui publicados. Todos nós conhecemos pequenas histórias que seria importante serem partilhados com os outros. O Blog agradece.


"Há alguns anos atrás durante o Inverno, em especial nos períodos mais chuvosos, os terrenos da Mó tornavam-se alagadiços, porque recebiam as águas que vinham de cima do lugar do Cruzeiro. Os seus proprietários como medida de protecção iam de noite fechar os gateiros de acesso às suas terras, direccionando a água pelo caminho, que se transformava

num autêntico ribeiro.

Um desses proprietários cujo terreno confinava também com o cemitério, estando retido em casa por uma crise de reumatismo, incumbiu o seu filho ainda adolescente, de fazer tal tarefa.

O rapaz lá foi todo importante, pela responsabilidade que o pai lhe confiara, mas em breve apareceu em casa todo assustado e espavorido.

- Credo rapaz! O que te aconteceu para vires nesse estado - perguntou o pai.

- Vossemecê, não me peça para ir virar a água. Os mortos andam-se a rilhar uns aos outros no cemitério.

- Tu és mas é um grande caguinchas é o que tu és - retorquiu o pai. Não estivesse como estou, e quem lá ia era eu.

Oh pai! Acredite em mim, se lá quiser ir eu até o levo às costas.

Perante a insistência do filho, lá foram os dois em direcção à Mó.

Nas proximidades estava um rebanho cancelado, e cujo pastor por estar próximo da aldeia, dispensara-se de lá dormir. Como o rebanho estava sem guarda, dois jovens combinaram roubar um cordeiro. E enquanto um foi ao rebanho, o outro, ficou de atalaia junto ao cemitério, entretendo-se a comer nozes que as partia com os dentes.

Quando pai e filho chegam próximo do cemitério, o jovem que estava de atalaia, ao ver um vulto carregando um volume às costas, pensando que era o seu compincha, perguntou.

- Trazes o vivo ou morto?

Ao  ouvir isto o nosso homem, esqueceu a crise de reumatismo e zarpou em direcção a casa, tendo ainda chegado primeiro que o filho."

Nuno Santos

sinto-me:
publicado por outeiroseco às 21:48
link do post | comentar | favorito
|
54 comentários:
De vasco sobreira garcia a 9 de Julho de 2010 às 20:03
olha quebela história mas há muitas mais essa água podia ter rendido muita coisa ruim pois os mais novos não precisaram passar por isso eu infelizmente tive pois a nossa mó é a primeira terra a receber as tais águas e da nossa aberta teria que passar para apróxima e assim sucessivamente mas não era assim que acontecia então maus bocados com adultos que já foram e eu era apenas um jovem magrinho mas ligeiro mas passou não são boas recordações mas tem coisa melhor pois um dia ouvi um barulho estranho vindo meio daquele mato do sr. firmino do rio eu subi e lógico também fiz barulho derrepente uma raparigoa corre e o rapaz a tentar levantar as calças a correr e eu fiquei paralizado pois não esperava ver tal cena mais há mais inclusive com o toninho carreira mas vai ficar longo o assunto nuno és ótimo grande história e muitas lembranças para mim abraços a todos vaso
De Nuno Santos a 10 de Julho de 2010 às 12:39
Olá Vasco,
Ainda me recordo de ir algumas vezes fazer essa tarefa.
Um abraço,
Nuno
De Lurdes Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 12:50
Ola bom dia!!!!!!olhai tive a ler as maluqueiras ai meu deus o que o calor faz....oh bff ai que calor esta hoje again tive de ir la embaixo e quase subi as escadas de gatas....olhai feliz dia para todos(as) ja cheira a fim de semana nao é? bah aqui sim...

Nuno se ainda nao tinha dito gostei da sua historia!
De Lurdes.Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 00:09
rapaste??? olha agora deve estar bem bronzeda enato...o miuda vai dormir que estas mal da mona eu vou comer a massaitta antes que se seque..nem apetece comer com o calor...
De leonor.moreira a 9 de Julho de 2010 às 00:07
As ruas estãp todas identificadas miuda...
De Lurdes.Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 00:07
olha nao fiques worried eu parto metade do meu e toca andar...bah isto e se levo alguma coisa...
De leonor.moreira a 9 de Julho de 2010 às 00:06
A laca era pa minha madrinha então!!!
Eu tinha assim uma trunfa bem forte,olha agora rapei-o todo maquina a zero.estás a ver?
Hoje até o caco se escaldou um cibo com o calor...
De Lurdes.Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 00:05
ahahahaha cotadita de ti vais ir la e nao vais ter direito a nada...que tristeza mulher vai a ladeia pra ver se enonctras os janeluco....oh mulher mas desde ja te digo que vais ter de fazer mapa porque as ruas nao tem nome ou sim????
De leonor.moreira a 9 de Julho de 2010 às 00:04
Ah sim..e eu ainda me lembro bem dos que ganhei e pronto!!zero
De Lurdes.Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 00:04
olha ja nao me lembro mt bem acho que a burra ficava a pastar e nos atravessavamos o rio...tu punhas laca no cabelo??? mas isso e so pras velhas...
De Lurdes.Figueiras a 9 de Julho de 2010 às 00:02
sei la quem vai arreceber premios eu o que sei e que ganhei um e metade de outro e ponto final...mas ja nem me lembro quaL FOI.....olha sera que os(as) anonimos ja se identificaram???? se nao o fazem nao tem direito a nada...nao é?? mas nao te lembras que foi assi o contrato???? tas a ver amim ue nao me venham ca com historias da carochinha que me lembro bem...

Comentar post

.Mais sobre mim

.E-Mail

outeiro_seco@sapo.pt

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Quem conhece as atletas d...

. Que 2007 traga tudo do me...

. A todos um bom Natal...a ...

. A minha era um pouco mais...

. Faleceu a Srª Eugenia Adr...

. Aleluia... tardou mas che...

. Homenagem aos Outeiroseca...

. Vamos todos aos Santos..a...

. Museu Alberto Sampaio - G...

. Ainda o São Miguel 2016.....

.Links

.Arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. desporto

. história

. património

. primavera

. aldeia

. cultura

. direitos e deveres

. igreja

. mundo

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.As minhas fotos

.Visitas


View My Stats