Terça-feira, 8 de Novembro de 2011

No tempo das castanhas

Diariamente vemos e ouvimos opinadores, para não lhe chamar antes profetas da desgraça, afirmando que os tempos que se aproximam, vão regredir aos tempos do passado.

Para os mais jovens que não passaram por essas restrições, isso poderá parecer uma ficção, mas de facto, até ao início da década de sessenta, a vida não foi fácil para a generalidade da população portuguesa.

Essas restrições foram de todo o género, parafraseando o poeta das canções Sérgio Godinho, da paz ao pão da habitação à saúde, educação, passando também pela liberdade.

As populações rurais, pelo menos no tocante à alimentação, lá iam disfarçando essas carências com o que a terra dava, apesar de dar pouco. Nesta altura do ano por exemplo, eram as castanhas cozidas, complementadas com um bom caldo de feijão e couves, que serviam de base à alimentação de muitas famílias.

 Antes a nossa veiga estava pejada de soutos de castanheiros, iam da ponte do Sabugueiro à foz do rio pequeno. Mas Infelizmente nem todas as famílias tinham castanheiros, razão pela qual um dia, um chefe de família que tinha em casa umas seis bocas para alimentar, levantou-se de manhã bem cedo, e munido de uma cesta, foi a um dos soutos mais próximos da aldeia, com o propósito de apanhar as castanhas que durante a noite tinham pingado dos ouriços, antecipando-se assim aos seus proprietários.

Tinha o nosso homem começado a apanhar as primeiras castanhas, quando ouviu uma voz cavernosa, vinda não sabe de onde, que lhe disse.

 - Hum! Madrugaste!

O homem interrompeu a apanha das castanhas olhando na direcção de onde vinha a voz, mas não viu viv’alma. Estarrecido com o tom daquela voz, acrescido ao facto de se sentir em transgressão, pegou na cesta e zarpou de imediato para casa, com meia dúzia de castanhas no fundo da cesta.

O certo é que este homem, viveu sempre com aquele enigma. De quem seria a voz que, ouviu nesse dia? A voz do dono do souto não era porque a conhecia ele bem. 

Nuno Santos

 

sinto-me:
publicado por outeiroseco às 19:33
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De Lurdes a 11 de Novembro de 2011 às 15:31
Hola amigos(as)!!!!! Oh Geno tu madrugas-te! E pra ires arrebanhar as folhas é? O dia de S. Martinho é hoje ou quando?
Boa sexta feira pra todos os friends do "cantinho"
De GENO FIGUEIRAS☺ a 11 de Novembro de 2011 às 14:54


São Martinho de Tours

São Martinho no Mosteiro de Tibães
O Apóstolo da Gália e Bispo de Tours
Nascimento 316
Morte 397
Festa litúrgica 11 de Novembro
Portal dos Santos

São Martinho de Tours era filho de um Tribuno e soldado do exército romano. Nasceu e cresceu na cidade de Sabaria, Panónia (atual Hungria), em 316, sob uma educação da religião dos seus antepassados, deuses mitológicos venerados no Império Romano, aos 10 anos de idade, entrou para o grupo dos catecúmenos (aqueles que estão se preparando para receber o batismo). Aos 15 anos de idade, e contra a própria vontade, teve de ingressar no exército romano e dirigir-se para a Gália (região na atual França). Aos 18 anos abandonou o exército pois o cristianismo não comportava mais suas funções militares. Foi batizado por Santo Hilário, bispo da cidade de Poitiers.

São Martinho de Tours

"Senhor, se o vosso povo precisa de mim, não vou fugir do trabalho. Seja feita a vossa vontade" dizia Martinho, Bispo de Tours, aos oitenta e um anos de idade.

Ele despertou para a fé quando ainda menino e depois, mesmo soldado da cavalaria do exercito romano, jamais abandonou os ensinamentos de Cristo. A sua vida foi uma verdadeira cruzada contra os pagãos e em favor do cristianismo. Quatro mil igrejas dedicadas a ele na França, e o seu nome dado a milhares de localidades, povoados e vilas; como em toda a Europa, nas Américas, enfim em todo os países do mundo.

Martinho nasceu na Hungria, antiga Panônia, por volta do ano 316 e pertencia a uma família pagã. Seu pai era comandante do exército romano. Por curiosidade começou a freqüentar uma Igreja cristã, ainda criança, sendo instruído na doutrina cristã, porem sem receber o batismo. Ao atingir a adolescência, para tê-lo mais à sua volta, seu pai o alistou na cavalaria do exército imperial. Mas se o intuito do pai era afasta-lo da Igreja, o resultado foi inverso, pois Martinho, continuava praticando os ensinamentos cristãos, principalmente a caridade. Depois, foi destinado a prestar serviço na Gália, hoje França.

Foi nessa época que ocorreu o famoso episódio do manto. Um dia um mendigo que tiritava de frio pediu-lhe esmola e, como não tinha, o cavalariano cortou seu próprio manto com a espada, dando metade ao pedinte. Durante a noite o próprio Jesus lhe apareceu em sonho, usando o pedaço de manta que dera ao mendigo e agradeceu a Martinho por tê-lo aquecido no frio. Dessa noite em diante, ele decidiu que deixaria as fileiras militares para dedicar-se à religião.

Com vinte e dois anos já estava batizado, provavelmente pelo Bispo de Amiens, afastado da vida da corte e do exercito. Tornou-se monge e discípulo do famoso Bispo de Pointiers, Santo Hilário que o ordenou diácono. Mais tarde, quando voltou do exílio em 360, doou a Martinho um terreno em Ligugé, a doze quilômetros de Pointiers. Ali ele fundou uma comunidade de monges. Mas logo eram tantos jovens religiosos que buscavam sua orientação, que Martinho construiu o primeiro mosteiro da França e da Europa ocidental.

No ocidente, ao contrário do oriente, os monges podiam exercer o sacerdócio para que se tornassem apóstolos na evangelização. Martinho liderou então a conversão de muitos e muitos habitantes da região rural. Com seus monges ele visitava as aldeias pagãs, pregava o evangelho, derrubava templos e ídolos e construía igrejas. Onde encontrava resistência fundava um mosteiro com os monges evangelizando pelo exemplo da caridade cristã, logo todo o povo se convertia. Dizem os escritos que, nesta época, havia recebido dons místicos, operando muitos prodígios em beneficio dos pobres e doentes que tanto amparava.

Quando ficou vaga a diocese de Tours, em 371 o povo o aclamou por unanimidade para ser o Bispo. Martinho aceitou, apesar de resistir no início. Mas não abandonou sua peregrinação apostólica, visitava todas as paróquias, zelava pelo culto e não desistiu de converter pagãos e exercer exemplarmente a caridade. Nas proximidades da cidade fundou outro mosteiro, chamado de Marmoutier. E sua influência não se limitou a Tours, mas se expandiu por toda a França, tornando-o querido e amado por todo o povo.

Martinho exerceu o bispado por vinte e cinco anos e, aos oitenta e um, estava na cidade de Candes, quando morreu no dia 8 de novembro de 397. Sua festa é comemora
De GENO FIGUEIRAS☺ a 11 de Novembro de 2011 às 06:35
11 de Novembro

- de 1821. No seguimento da Revolução Liberal de 1820, dá-se a eclosão da Martinhada, conflito que opôs, no dia de São Martinho, uma facção composta de todo o tipo de grupos políticos e sociais, mas dominada sobretudo pelos grupos mais conservadores do exército e da sociedade, a outra composta de liberais moderados. O brigadeiro António Silveira Pinto da Fonseca e outros membros conservadores são afastados dos órgãos de governo.

- Nascimento do escritor Fedor Dostoyevsky (1821-1881) em Moscovo, na Rússia. Os seus romances mais famosos são Recordações da casa dos mortos (1861), Crime e Castigo (1866) e Os Irmãos Karamazov (1879).

- de 1885. Nascimento do general George Patton (1885-1945) em San Gabriel, Califórnia, nos Estados Unidos da América. General controverso que participou na ocupação do Norte de África em 1942 e na conquista da Sicília em 1943. Depois do Desembarque na Normandia, foi-lhe dado o comando do 3.º Exército americano, que dirigiu até ao fim da Segunda Guerra Mundial.

- de 1918. O Armistício, que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, foi assinado ás 5h da manhã por representantes da Alemanha, numa carruagem de caminhos de ferro na floresta de Compiègne. O cessar fogo tornou-se efectivo às 11h, do 11.º dia do 11.º mês do ano.

- de 1972. Os Estados Unidos da América terminaram a sua participação directa na Guerra do Vietname.

- de 1975. O Alto-comissário português, almirante Rosa Coutinho, proclama a independência de Angola. O MPLA proclama, em Luanda, a República Popular de Angola, e a UNITA e FNLA proclamam em Nova Lisboa a República Democrática de Angola, começando desde logo a Guerra Civil.

- de 1977. A ONU condenou a Indonésia pela invasão de Timor-Leste.

- de 1987. Boris Yeltsin foi afastado da direcção do Partido Comunista de Moscovo por criticar a lentidão das reformas na União Soviética.

- de 1992. A Igreja Anglicana aceitou a nomeação de mulheres para bispo.
De leonor moreira a 10 de Novembro de 2011 às 21:13
Tenho de pedir a receita ao meu primo Bruno.
Sabes, vamos fazer um magusto comunitário na aldei, no próximo fds..
Estão inscritas 35 pessoas, quase todas as que lá moram mais nós.
Compra lá as castanhas e põe a caixa na cabeça pra te chamarem burrequinha das castanhas.
abraço
cmps a todos os amigos
leonor moreira
De Lurdes a 10 de Novembro de 2011 às 23:59
olha que nao seria ma ideia...e ponho a pic no blog ..vais ver como as visitas sobem....
De Lurdes a 10 de Novembro de 2011 às 20:59
Estou pra aqui a matutar como ir ao market pra ver se há castanhas. Esta a chover e não tenho guarda-chuva..... Big problem!...lá vou ter de usar a tampa de uma caixa.

Olha que esta! Todos andam a fazer reclame de castanhas e eu nada! nem pensar, no meu blog tb vai haver ides ver e melhores.

Oh Sra. Admin do blog da Amoinha , trás pra ca a receita das castanhas fritas.
De leonor moreira a 10 de Novembro de 2011 às 13:14
Bom dia amigos!
Aqui na Capital do Norte, está um sol envergonhado
As ondas estão aborrecidas e babam-se todas contra a areia.
As gaivotas rodopiam pelo ar e comem restos do macdonald.
Já nada é como antigamente.
cmps
leonor moreira
De Lurdes a 10 de Novembro de 2011 às 12:55
Bonjour amigos, como estão ? Aqui um nevoeiro cerradíssimo .Mais logo vem chuva e eu sem chuço!
De Lurdes a 9 de Novembro de 2011 às 23:40
Ai mulher aqui tb temos, nao mas em tanta quantidade como ai. Fui ao supermercado e ate me esqueci de ver e ja as havia...grrrr. Sempre me esqueço de tudo, rais parta nao sei onde ando com a cabeça!

De leonor moreira a 9 de Novembro de 2011 às 21:25
São diferentes, são.
Olha, já reparaste que a cesta debaixo tem castanhas maiores. Lá cresceram com aquela luz que se vê à esquerda, sei lá! Tudo pode acontecer.

Tendes aí castanhas nos States?
Tenho ali umas de três ao prato...
cmps pra todos
leonor moreira
De leonor moreira a 9 de Novembro de 2011 às 21:21
Espera aí que já vou ver...

Comentar post

.Mais sobre mim

.E-Mail

outeiro_seco@sapo.pt

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Quem conhece as atletas d...

. Que 2007 traga tudo do me...

. A todos um bom Natal...a ...

. A minha era um pouco mais...

. Faleceu a Srª Eugenia Adr...

. Aleluia... tardou mas che...

. Homenagem aos Outeiroseca...

. Vamos todos aos Santos..a...

. Museu Alberto Sampaio - G...

. Ainda o São Miguel 2016.....

.Links

.Arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. desporto

. história

. património

. primavera

. aldeia

. cultura

. direitos e deveres

. igreja

. mundo

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.As minhas fotos

.Visitas


View My Stats