Quinta-feira, 3 de Maio de 2012

Postal da Holanda

 
 
 

Todos os países têm um dia em que, comemoram e reforçam o espírito de união nacional. O da Holanda é a 30 de Abril, sendo conhecido por “Dia da Rainha” apenas porque a rainha D. Beatriz, comemora o seu aniversário neste dia. Antes o dia da rainha era a 31 de Agosto, quando se comemoravam os anos da rainha sua mãe, Guilhermina (à portuguesa).

Por causa do dia da rainha ser a 30 de Abril, os holandeses perdem o feriado de 1 de Maio, dia do trabalhador, comemorado em quase todo o mundo, mas para os holandeses, era impensável gozarem dois feriados seguidos.

O dia da rainha comemora-se em toda a Holanda, mas o seu apogeu é sem dúvida em Amesterdão, recebendo neste dia meio milhão de visitantes.

Quem ainda não conhece a Holanda e tenha essa possibilidade, aconselho que o façam nesta época do ano. O tempo já costuma estar bom e neste ano, esteve melhor que em Portugal.

Assim, conciliam uma visita à cidade que é linda, com os seus belos canais, muitos museus, os campos das tulipas multicolores, e por fim, assistem ao dia da rainha. Os menos susceptíveis podem ainda fazer uma passagem pelo “Red Light” o Bairro Vermelho, onde as montras estão decoradas para todos os gostos.

Para se ter uma ideia do que é o dia da rainha, é uma espécie de Santos em Chaves, com uma dimensão e espírito totalmente diferente. Também há vendedores nas ruas, só que em vez dos tradicionais feirantes, são pessoas que se querem desfazer de objectos pessoais, desde peças de vestuário em óptimo estado, ao piano de cauda. Todo o mundo anda de copo de cerveja na mão. Há bandas e DJs de cem em cem metros, há grupos de pessoas que se organizam neste dia só para cantar, fazendo sessões gigantes de Karaoke. Pelos canais navegam centenas de barcos, munidos de grandes geleiras com bebidas e instalações em alto som. Neste ano a música mais ouvida foi curiosamente a do brasileiro Michel Teló “Ai se eu te pego”.

Para quem já conhece Amesterdão, a cidade tem agora um novo ponto de interesse. Trata-se de um novo museu dedicado ao cinema, recentemente inaugurado, designado por “Eye”. Fica defronte à estação central dos comboios, e tem uma arquitectura, algo semelhante com a Casa da Música do Porto, ainda que o arquitecto presumo seja o mesmo, mas tem a escola holandesa.

Para quem gosta e pode viajar, não deixem de colocar no vosso roteiro de viagem, esta cidade.

I’am Amsterdam.

Nuno Santos

sinto-me:
publicado por outeiroseco às 19:53
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Nuno Santos a 6 de Maio de 2012 às 09:43
Olá amigo Manel,
É costume dizer-se por aí que "quem vê um povo, vê o mundo todo" embora este ditado, não tem aplicação, em toda a parte do mundo. De facto os povos da Europa do norte, têm uma filosofia diferente, dos da europa sul, pese embora os do sul quando emigrados e inseridos nesses países, tornam-se iguais, ou até melhores em algumas facetas.
Tal como salientastes nessa festa de costumes luxemburguês, o povo inteiro comemorava nas ruas, e até com algum excesso, observado à nossa maneira de estar, mas só que eles têm esse excesso, uma vez por ano,tal como na Holanda no dia da Rainha.
Ainda a propósito do dia da rainha, quem no nosso e país, oriundo da classe média alta, seria capaz de vender na rua, objectos pessoais, meramente porque deixara de os usar?
Como dise no início do comentário, nestes países do norte, de segunda a quinta-feira janta-se às seis e meia da tarde, e às nove da noite estão na cama, e só à sexta-feira ànoite se permitem fazer alguns excessos. No nosso país, a própria televisão passa os seus melhores programas a altas horas da noite, terminando por volta da uma manhã, como se todos espectadores estejam reformados, e não tenham de estar nas fábricas às oito horas da manhã, ou às nove nos escritórios. Como podem depois os nossos indicadores de produtividade ser iguais. E atenção porque nestes países, os trabalhadores cumprem rigorosamente os seus horários de trabalho.
Um abraço,
De Manuel Ferrador a 5 de Maio de 2012 às 18:55
Olá amigos e Amigas
O nosso amigo Nuno é uma pessoa que gosta de viajar, conhecer outros povos, outros costumes, outras tradições. Ainda bem que o faz e nos deixa a vontade de o acompanhar nestas aventuras. Esta festa da Raínha faz-me lembrar a festa das nozes no Luxemburgo, mais precisamente na localiade de Vianden, onde reside o meu cunhado José Pedro, esposa e filhos. Tal festa das nozes foi levada a efeiro no dia 12 de Outubro do ano de 2005, se a memória me não atraiçoa. Também aí se viam grupos de músicos em cada canto e esquina, numa organização festiva que contagiava toda a gente. Na verdade nunca vi tanta gente tocada da pinga, pois a cerveja, o licor de noz e outras bebidas bem condimentadas, levam aquela gente a comer e a beber sem qualquer tipo de constrangimentos por ser na via pública. Canta-se, baila-se, come-se e bebe-se como nunca vi. Não são só os luxemburgeueses, mas também alemães, belgas, holandeses e franceses. O que mais eu admirei foi constatar que no dia seguinte, logo pela manhã, tudo estava arrumado, limpo, e sem que houvesse confusão.
Outras culturas, outras gentes, outros modos de viver.
De Lurdes a 4 de Maio de 2012 às 13:32
Ola amigos!!!!! Mas eu nao tinha dito que ai vinha o pastal de Holanda! Como sempre gostei muito do post, imagens e do texto. Amigo Nuno e Celeste excelelte reportagem ate eu ja fiquei a conhecer um pouco de Holanda!Obriga por compartir e um feliz fim de semana!
De leonor.moreira a 4 de Maio de 2012 às 13:28
Olá Víctor, Nuno e todos os outros amigos deste cantinho!

Sim senhor, mto bem explicadinho. Até dá vontade de fazer a mala...
Mas o que me levaria lá, eram as lindas tulipas, ai isso sim. Bem, e também um cafezito lá nesses bares Portugueses.
cmps a todos
leonor moreira
De VICTOR PIPA a 4 de Maio de 2012 às 01:33
Sim senhora Nuno, vejo que isto é uma aula de cultura...
tive a oportunidade de visitar esta linda cidade bastantes vezes, quando era condutor de autocarro. Mas não posso deixar passar isto em claro .... esta linda cidade tem um café quase no centro do Bairro Vermelho com uma publicidade da Super Bock e uma linda bandeira alçada por cima da porta... uma bandeira verde e vermelha com um escudo ao meio, a primeira vez que lá fui e vi esta tal bandeira claro que tive que deixar o meu grupo de turistas Chineses e tive que lá entrar para tomar um café Delta, e o meu espanto quando perguntei ao proprietário de onde era de Portugal e ele respondeu-me com orgulho " Sou Transmontano de Vila Real" e eu respondi com o mesmo orgulho " então somos dois mas eu sou de outeiro seco" ele logo me disse de Chaves pois ele conhecia Outeiro seco ... então era a minha paragem obrigatória cada vez que lá ia, haa é verdade o meu café era oferta da casa.
De Nuno Santos a 4 de Maio de 2012 às 08:25
Olá Vitor,
Folgo muito teres gostado do texto, não muito longe do "Red Light" e antes de chegar à estação central, existe um outro café português, o Bocage, que além de café Delta, vende muitos outros produtos portugueses, como azeite, bacalhau, vinhos e o tradicional pastel de nata. Também não muito longe da praça dos Museus, fica um clube português "Os Lusitanos" fundado em 1968. Foi neste clube onde assisti ao jogo do Atlético de Bilbau-Sporting, cujo resultado infelizmente foi uma desilusão para todos os que enchíamos o club. Mas ao menos saboreamos umas super bocks, pois é a cerveja que se vende naquele clube. O extraordinário é o ano da sua fundação 1968, o que quer dizer que a diáspora portuguesa há muitos anos anda espalhada pelo mundo.
Um abraço,
Nuno Santos

Comentar post

.Mais sobre mim

.E-Mail

outeiro_seco@sapo.pt

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Quem conhece as atletas d...

. Que 2007 traga tudo do me...

. A todos um bom Natal...a ...

. A minha era um pouco mais...

. Faleceu a Srª Eugenia Adr...

. Aleluia... tardou mas che...

. Homenagem aos Outeiroseca...

. Vamos todos aos Santos..a...

. Museu Alberto Sampaio - G...

. Ainda o São Miguel 2016.....

.Links

.Arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. desporto

. história

. património

. primavera

. aldeia

. cultura

. direitos e deveres

. igreja

. mundo

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.As minhas fotos

.Visitas


View My Stats