Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

Dissolução da AMA. Sim ou Não? Não falte

Realiza-se, no próximo domingo, na sede da Casa de Cultura, pelas 14h30 ou 15h30 (caso não estejam presentes ½ dos associados às 14h30), cujo ponto principal é a “Discussão e votação sobre a proposta de dissolução da AMA, apresentada pela Direção”. Haverá sempre a possibilidade do aparecimento de propostas de continuidade, desde que algum dos associados presentes se responsabilizar por constituir os órgãos sociais, ou despoletar eleições. Se reunir condições de participar neste importante reunião compareça. Para bem do progresso, presente e futuro de Outeiro Seco, não falte.

sinto-me:
publicado por outeiroseco às 20:14
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Manuel Ferrador a 24 de Novembro de 2012 às 18:18
Caros Associados (as) da AMA
Na qualidade de Presidente da Direcção da AMA, foi com muita ponderação e tristeza que decidi propor a sua dissolução. São decorridos sete anos de desgaste e espera desesperante pela abertura de candidaturas a fundos perdidos, sem os quais entendemos não ser possível iniciar uma obra de tão grande envergadura. Sonhámos e voltámos a sonhar, mas a cada dia que foi passando, veio a realidade que nos instalou o desânimo e nos levou a esta decisão. Entretanto surge uma luz ao fundo do túnel, fazendo renascer a esperança através de alguém que com coragem quer dar continuidade a este projecto. O nosso ciclo acaba, mas oxalá outro se inicie e com mais sorte que nós tivemos. O meu desejo e de todos os que fazem parte dos Orgãos Sociais é colaborar na transição e aguardar que tenham o êxito que nos faltou. A minha expectativa é grande, e peço aos associados para que apoiem de alma e coração a continuidade. Nada estará perdido se os associados assim o quizerem. Há novas prespectivas de ajuda mais significativa, mas só se a mudança se fizer através do processo legítimo de transição.
Os associados que não perderam os seus direitos devem comparecer em massa, única forma de impulsionarem a continuidade da AMA. Sempre contei convosco e agora continuo a contar com o apoio a novos timoneiros. Oaxalá a nossa esperança não morra no dia de amanhã e antes se renove na pessoa daqueles que forem capazes de avançar para uma mudança harmoniosa.
De Nuno Santos a 24 de Novembro de 2012 às 09:18
Olá amigos,
Este tema da dissolução da AMA confesso que me incomoda e entristece, porque no fundo é a assunção do fracasso de um projecto, que, pese embora a sua mais valia, não fomos capazes de levar em frente. E quando digo fomos, é porque também eu, pertencendo aos seus órgãos sociais, não estou a fugir às minhas responsabilidades neste insucesso. No entanto convém salientar que esta direcção fez grande parte do seu trabalho. Constituiu a associação, fez-se reconhecer como uma IPSS – Instituição Particular de Solidariedade Social, passou a mensagem perante a comunidade, angariou mais de duas centenas de associados, organizou eventos, obteve da parte da autarquia o espaço para a construção da sede, tem os projectos de arquitectura aprovados pelas instituições tutelares, no fundo só faltou o dinheiro para a construção, e que neste caso, era o elo mais forte.
Quanto ao futuro todos nós conhecemos o estado da nação, e a pouca disponibilidade deste governo, em investir no estado social. Por isso é importante que no próximo domingo, os associados da AMA decidam bem, e se pronunciem se querem prolongar esta agonia, levando à sistemática desmobilização dos sócios, deixando de pagar as suas quotas porque não veem obra feita. Ou, pelo facto de se aproximarem as eleições autárquicas, irá aparecer alguma promessa de alguém, só para entreter, pois todos nós sabemos que os próximos anos, o investimento nas áreas sociais vai estagnar, porque o dinheiro vai ser pouco para apoiar os desempregados e as instituições que já estão no terreno, algumas em via de fechar como se viu ainda ontem, na grande reportagem que passou após o telejornal.
Infelizmente não vou estar presente na assembleia, contudo deixo aqui a minha opinião que, vale o que vale, e não sendo no lugar próprio nem vale nada. Contudo sou contra uma qualquer medida que, não seja o financiamento total da obra, a não ser que haja uma reconversão do projecto, e o torne menos ambicioso e ao mesmo tempo, menos dispendioso que o anterior. Mas atendendo à composição e densidade da nossa aldeia, a qual permite várias polaridades, como o largo do tanque, as escadas da igreja, além do apoio familiar da maioria da nossa população sénior, sempre ajudam a combater a solidão. Por isso a minha opinião é a de que, ou aparece um projecto alternativo e válido, ou a AMA com todos os traumas para os seus principais envolvidos, deve ser dissolvida.
Uma braço fraterno,
Nuno Afonso dos Santos

Comentar post

.Mais sobre mim

.E-Mail

outeiro_seco@sapo.pt

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Quem conhece as atletas d...

. Que 2007 traga tudo do me...

. A todos um bom Natal...a ...

. A minha era um pouco mais...

. Faleceu a Srª Eugenia Adr...

. Aleluia... tardou mas che...

. Homenagem aos Outeiroseca...

. Vamos todos aos Santos..a...

. Museu Alberto Sampaio - G...

. Ainda o São Miguel 2016.....

.Links

.Arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. desporto

. história

. património

. primavera

. aldeia

. cultura

. direitos e deveres

. igreja

. mundo

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.As minhas fotos

.Visitas


View My Stats