Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Nem tudo que luz é ouro

outeiroseco, 21.08.07

Decorreu no fim de semana anterior uma trabalho comunitário, sob a orientação da Junta de Freguesia, num caminho rural, agora mais inundado devido às novas vias de betão. Os terrenos não cultivados ficam mais impermeáveis e as valetas, das novas vias, canalizam as águas pluviais para os caminhos rurais. Estas novas acessibilidades, úteis em todas as dimensões deviam ser mais cuidadas na planificação, nomeadamente  em alguns pormenores, recordando-se, aqui, o problema do encaminhamento das águas pluviais.

O problema está criado, no orçamento da obra não foi contemplado esta situação e a Junta de Freguesia só teve de adquirir os materiais e  pedir  ajuda dos proprietários que prontamente acederam colaborar.

Numa extensão de cerca de 200m foram introduzidas manilhas que irão encaminhar às águas para uma vala de enxugo já existente.

Os elementos da Junta de Freguesia agradecem a prestimosa colaboração dos conterrâneos Fernando Anjos, Humberto Ferreira, Manuel Afonso, José (Pastor) e irmã Rosalina, Henrique Ascensão, Amorim,  e Ivone Xavier que prestaram várias colaborações: disponibilizaram tractores, mão de obra manual e comes e bebes.

Trabalho notável de entreajuda. Da teoria à praxis ainda existe um longo caminho. Convinha ouvir as comunidades locais na elaboração dos projectos, mesmo ainda na fase dos gabinetes.

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.