Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Via sacra e assaltos

outeiroseco, 23.03.09

 

 

Na passada semana ocorreram em Outeiro Seco dois acontecimentos dos quais aqui damos registo. O primeiro foi o assalto à capela da Nossa Senhora do Rosário, e à igreja da Sra. da Azinheira, donde felizmente foram apenas arrombados os petos e retirado o dinheiro aí existente. O segundo, foi a via sacra da catequese, realizada no nosso belo calvário, agora mais bonito após a recente requalificação. Nesta via sacra incorporaram-se apenas os catecúmenos e catequistas. Curiosamente, e apesar de parecer não haver qualquer relação entre uma coisa e outra, simbolicamente até o há, senão vejamos: As três cruzes do calvário simbolizam o quê? Jesus Cristo e os dois ladrões que com ele foram crucificados. Ora como está escrito na bíblia, um dos ladrões mostrou arrependimento na hora da crucificação. Oxalá esse mesmo arrependimento aconteça também com os assaltantes do nosso património religioso, e por maiores que sejam as motivações e desespero para praticarem este acto, nada o justifica que seja perante um património público e sobretudo religioso, pois algum dele foi oferecido sabe-se lá com que sacrifício e dor na altura da sua oferta.

Infelizmente temos que conviver com esta fenómeno social, que tal como se vê na via sacra, nos acompanha através dos tempos. Cabe-nos a todos mas aos responsáveis em especial, preservar esse património para isso é necessário fazer a prevenção possível, quer reforçando os meios de segurança das instalações, mas também segurar os bens mais valiosos para que em situações destas podermos ser ressarcidos. 

 
Nuno Santos     

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.