Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Vá lá festejar a 7 e 8 de Setembro

outeiroseco, 29.08.09

A Festa em Honra de Nossa Senhora da Azinheira já está anunciada. As Comissões dos Casados e Solteiros apresentam o tradicional cartaz que aqui se mostra, afixado em vários pontos da Freguesia.

O programa mantém a linha dos anos anteriores e por isso a tradição é apelativa à participação que é do agrado de todos.

Esperamos que corra tudo de acordo com as expectativas da organização e especialmente da população e realmente o grande “suspense” é o foguetório  final que vai, de certeza,  à altura dos grandes espectáculos dos anos transactos.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Nuno Santos 30.08.2009

    Olá
    A propósito do sapo a fumar, era essa a figura que os rapazes faziam no dia da festa. A tradição da nossa festa ter duas bandas musicais é já muito antiga, uma era a banda dos casados a outra a banda dos solteiros. A banda casados vinha logo de manhã, fazia a arruada pelas principais ruas da aldeia, tocava à missa e na procissão e à tarde no baile. À noite vinha a banda contrada pelos solteiros. Como mandava a tradição, à frente desta banda vinha sempre um rapaz com o girassol mais alto que houvesse na veiga, seguido dos restantes rapazes que num ritual de iniciação traziam todos um cigarro. Como na época ainda não havia electricidade, o movimento dos rapazes com os cigarros nos dedos assemelhava-se como que a um baile de pirilampos.
    No dia seguinte os rapazes pareciam uns zumbis. Primeiro porque não estavam habituados a deitar tão tarde, cerca das 3 da manhã e que só acontecia praticamente uma vez por ano, no dia do arraial da sra da Azinheira. Segundo porque também não estando habituados a fumar, ficavam com uma sensação esquisita na cabeça e a boca a saber a papeis de música tal como se dizia para descrever essa sensação.
    O certo é que anualmente este ritual se repetia e acabou quando a banda dos solteiros deu lugar aos conjuntos.
    Um abraço,
    Nuno Santos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.