Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Destressar

outeiroseco, 26.03.10
Meu Povo, Outeiro Seco, É Tradição Modernidade, Deu o nome ao Blog, Que levou tão longe Este canto da saudade. Nele habitam gente fixe Que gostam de poetizar, Dão dicas do S Martinho Falam de cogumelos E como fotografar. Deve ser doce este canto Há Abelha e Abelhinha, Há Flor, também Figueiras Como é bom estar aqui Com a Ângela e a Tininha. Divertida esta família, Educada por excelência Comem Kerpes no week End Visitas ao quartel Sentinelas em continência. Olá Leonor, Andreia Ana Maria, Que importa estar em Aveiro ou Amoinha, Lídia, Leonor Sevivas, Mara, Ivone e Catarina Ajudem-me a dizer quem é A Miúda, a Garota e a Bruxinha. E a Dora, Gisa, Carla, Antonieta, Gente boa que contagia, Olá Anita Maria Zé Honrais S Bernardino Com tamanha simpatia Aos barões Ferrador, Costa, Pipas, Jorge Bilela e Geno Grande Berto, Xavier, Vascos, Nuno Historiador João, Jonas Santos, Eurico, Troiano, Carlos e Bastos Vamos todos enviar um GRANDE ABRAÇO Ao nosso querido Administrador. Em reconhecimento ao Eng Altino Rio por esta fantástica novela, ( O.S.T.M.)) Ulisses Guerra

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.