Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

2º Postal da Holanda - Festibérico 2012

outeiroseco, 06.05.12
 
 
 

Diz-se que de Espanha “nem bom vento nem bom casamento”, eu pessoalmente não estou muito de acordo com este dito, porque tenho um certo encanto por Espanha, talvez por causa das minhas origens galegas.

De igual modo este ditado, também não é considerado por uma comunidade de portugueses e espanhóis, residentes na cidade holandesa de Delft, onde há oito anos consecutivos, organizam em comum um festival de cinema, designado por Festibérico.

O festival tem alguma visibilidade, contando na abertura com a presença dos embaixadores dos dois países, assim como a de realizadores convidados. O Festival dura cerca de uma semana e os filmes passam todos num mesmo cinema, o Filmhuis – Lúmen, uma sala muito simpática e acolhedora.

Este ano tivemos o privilégio de assistir ao encerramento do festival, porque o meu filho que quando viveu em Delft, juntamente com a Rita sua companheira, colaboravam na sua organização.

Apesar de agora viverem em Amesterdão, continuam de certa maneira ligados a este evento, e foram os responsáveis pela vinda do grupo que fez a animação, no último dia do festival.

O grupo designa-se por “Lavoisier”, um nome inspirado no criador da química moderna e responsável pela célebre frase “ Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

É composto por dois jovens odivelenses, o Roberto e a Patrícia, ele filho de transmontanos de Vinhais, e ela originária da Guarda. Vivem actualmente em Berlim, onde conciliam uma actividade profissional, com um projecto musical inspirado na música tradicional portuguesa. E tal como o químico, também eles transformam temas tradicionais, alguns recolhidos por Giacometi e Fernando Lopes Graça, com sonoridades próprias, muito do agrado do público que os ouve.

Foi o que aconteceu agora em Delft, onde encantaram portugueses, espanhóis e holandeses. Têm actuado em diversos locais da Alemanha, em Copenhaga na Dinamarca. Os Lavoisier já vieram propositadamente da Alemanha a um programa da SIC Mulher, e no próximo dia 20 de Maio, vão estar no Porto na RTP. Durante o mês de Julho vão andar pelo país, com concertos já agendados para Braga, Porto e Lisboa.

Estes dois jovens são um exemplo a juntar a tantos outros, nomeadamente os organizadores do Festibérico, que deixaram o seu país, pese embora não lhes saia do pensamento, quer seja pela sua música, quer pelo seu cinema.

Nuno Santos

  

2 comentários

Comentar post