Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco e as suas origens

outeiroseco, 05.02.07

- Aqui nasceu Outeiro Seco
Aceite esta mensagem, ao visitante de Santa Ana apetece-me dizer-lhe como Jeová a Moisés: “ Descalça as sandálias dos teus pés porque o terreno que pisas é sagrado.” É que, já dentro da muralha exterior do Castro de Santa Ana, lá está ainda, embora mutilado, o maciço de penedia com marcas visíveis de degraus para a subida ao altar rupestre. Lá, nesse altar de pedra, nessas lajes sacralizadas, almas primitivas a que chamaram pagãs, comunicaram com o mundo dos seus deuses.
Também aí, mais tarde, almas cristãs resguardaram o mesmo recinto sagrado por quatro paredes cobertas, operando um culto de substituição - um altar cristão substitui um altar pagão.
* texto da autoria do Professor Manuel José Carvalho Martins, escrito na revista “Outeiro Seco”, Novembro de 1990
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.