Sábado, 26 de Julho de 2008

Continuar a obra até ao objectivo final

 

A Junta de Freguesia vai continuar com o projecto do alargamento dos caminhos da Veiga.

Começaram ontem os trabalhos e vão continuar pelo dia de hoje.

No caminho do arco, na zona do Porto de Santo Estêvão, tínhamos terminado o alargamento nos terrenos do Carlos Barrocas, Alcino Dias e Almor Chaves. A situação seguinte é que o caminho apenas tem 3 metros e não dá para passar uma máquina de médio/grande porte, como por exemplo uma segadeira. Do lado direito, até chegar ao rio, existem pelo menos 4 proprietários, sendo o de maior extensão do “Capitão Pizarro” (ex- comandante do posto da Guarda Fiscal). No entanto surge um problema, porque alguns proprietários dos terrenos do lado esquerdo têm arvores plantadas junto ao muro, que reconhecemos é um pouco desagradável deixarem alargar. No entanto a Junta já contactou alguns e vai contactar os restantes, no sentido de os sensibilizar a darem terreno ou a colaborar com mão-de-obra, já que é necessário recolocar as paredes, onde se alarga o caminho.
Um dos proprietários que a Junta de Freguesia contactou foi o Sr Capitão Pizarro que não poderia ser mais compreensivo e altruísta. Permitiu o alargamento, mesmo se os do lado oposto não dessem. Só uma pequena interrogação, para reflexão. Quantos residentes teriam esta atitude?
P’ra frente que atrás vem gente.
A máquina já iniciou os trabalhos, cujas fotos mostram o inicio e cuja obra já está mais avançada.
Apela-se à colaboração de todos os proprietários a ajudarem, quando solicitados, na construção dos muros já que os recursos financeiros são muito escassos.
Mesmo com um decréscimo no investimento na agricultura, todos temos de reconhecer o mérito desta obra, nas condições financeiras actuais, que vai ficar para a história de Outeiro Seco.
Um muito obrigado a todos os proprietários que deixam alargar o caminho, aos nossos habituais colaboradores, outros amigos que pontualmente vão ajudando e ao grande entusiasmo do Carlos Xavier, que merece aqui uma nota muito positiva, pois é ele o grande motor desta iniciativa.
 

 

sinto-me:
publicado por outeiroseco às 09:27
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De carlos rio a 29 de Julho de 2008 às 23:38
boa noite,
antes de mais é de reconhecer a continuidade da obra,
compreendem-se as dificuldades para levar a cabo este projecto, mas como sabem, 95% dos proprietarios não leem o que pra qui se escreve.
talvez o nuno tenha razao, eu ate acrescento que se devia imprimir o que aqui se escreve e afixa-lo na freguesia, assim todos podiam ter uma opiniao sobre as intensões de cada um.
é uma vergonha que se tenha de "baixar as calças" para poder cortar o centeio !
para terminar, quando puderem, mandem o trabalhador da junta dar um jeito nas gestas, tojos, silvas, etc, que se apoderam da rua de Nabelhos, já que pela poeira pelos vistos,nada se pode fazer !?
os residentes reconhecem os pequenos gestos que fazem o dia-dia mais facil.
obrigado
carlos rio
De Anónimo a 29 de Julho de 2008 às 00:29
De Carlos Xavier
Sr. Presidente da junta, agradeço o elogio que me deu, mas esta obra como todas as outras são levadas a cabo, com o esforço desta junta como também daqueles que nos ajudam. Não esquecendo concretamente, pela compreensão dos proprietários, para que este alargamento dos caminhos se concretize.
De Nuno Santos a 26 de Julho de 2008 às 10:27
A propósito desta, e de outras obras altamente meritórias, levadas acabo por esta Junta de Freguesia, quero aqui fazer um pequeno reparo, se calhar injusto, mas aqui fica.
A blogosfera é um excelente veículo de informação, pois, como o nome o indica, chega ao mesmo tempo a todas as casa do globo, onde haja internet.
Pergunto, estas acções têm sido divulgadas perante a população geral, e da forma tradicional, como seja; através de editais ou avisos na igreja, onde todos sabemos, é ainda onde a informação tem mais eficácia.
Fica o pequeno reparo, e um reforço positivo para que continuem com a vossa saga, em prol do desenvolvimento da aldeia, são estas obras que deixam marcas positivas, na história autárquica da aldeia. Esse mesmo reforço positivo, vai também para os proprietários, que desinteressadamente cedam terreno, ainda que eles próprios, venham também a ser beneficiados com essas benfeitorias. O importante nestas situações, é que não haja oportunismos, mas um sentido de equidade, ou seja, se dá o da esquerda, deve também dar o da direita. Aliás um metro de terreno, a todos os outeiro secanos, só deve fazer falta na Senhora da Azinheira, e aí, é a Junta que o garante a todos.
De Lisboa com saudade,
Nuno Santos.

Comentar post

.Mais sobre mim

.E-Mail

outeiro_seco@sapo.pt

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Quem conhece as atletas d...

. Que 2007 traga tudo do me...

. A todos um bom Natal...a ...

. A minha era um pouco mais...

. Faleceu a Srª Eugenia Adr...

. Aleluia... tardou mas che...

. Homenagem aos Outeiroseca...

. Vamos todos aos Santos..a...

. Museu Alberto Sampaio - G...

. Ainda o São Miguel 2016.....

.Links

.Arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. desporto

. história

. património

. primavera

. aldeia

. cultura

. direitos e deveres

. igreja

. mundo

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.As minhas fotos