Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

Outeiro Seco, Tradição e Modernidade

Aldeia transmontana

A nova Ponte

outeiroseco, 22.06.07

 

 

Para os outeiros secanos que nasceram nos finais da década de setenta, esta é a ponte de Outeiro Seco que liga o Eiró ao Pontão. Para os que nasceram anteriormente, esta é a nova ponte. Estão os mais velhos em vantagem, pois puderam conhecer a bela ponte medieval que estava no lugar desta e  que por negligência e erro de avaliação técnico, dos responsáveis autárquicos da época, destruíram uma jóia do nosso património arquitectónico, para dar lugar a esta nova ponte com a mesma funcionalidade e menos beleza.

De Outeiro Seco, das Rigueiras às Mondes, saiu durante mais de vinte anos, a areia utilizada na construção civil em toda a região transmontana. Esta exploração da areia, sendo um bom incremento económico, apenas para os proprietários dos areais, trouxe também muitos impactos negativos para a aldeia, entre outros, a destruição do leito do rio Tâmega, a seca dos poços na nossa veiga e sobretudo, esteve na origem da demolição da antiga ponte medieval e na construção desta nova ponte.

Tudo porque diariamente, dezenas de camiões de elevada tonelagem a atravessavam, e originaram a degradação do seu piso. Os técnicos que na época fizeram a avaliação do seu estado, em vez de optarem por obras de beneficiação, entenderam que a ponte estava em vias de derrocada e por isso, o moderno betão levou a melhor sobre o antigo granito.

Depois deste atentado ao nosso património cultural, a autarquia tem vindo a dar alguma dignidade à zona envolvente da ponte, através de pequenas obras de requalificação. Primeiro nasceu um parque infantil e zona de lazer, agora, é um espelho de água e arranjo das margens, mas a nossa bela e imponente ponte medieval com os dois belos arcos é que jamais atravessaremos senão nas nossas memórias.

Nuno Santos

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.